Performance Plastics

Plástico sustentável do início ao fim da cadeia de produção

Radici Novacips
Desde a química aos materiais plásticos até as fibras sintéticas, a Radicigroup traduz o próprio empenho em tema de sustentabilidade com ações concretas.    

O verdadeiro compromisso e a vontade de clareza e transparência da RadiciGroup em relação à sustentabilidade conduziram a um novo importante resultado.
 
 
Depois de obter a certificação para o sistema de emissão e gestão das EPD e de ter elaborado a declaração ambiental de Radilon® S e A (tecnopolímeros de base PA 6 e 6,6), hoje a Radici Novacips SpA tem medido e declarado o impacto ambiental dos seus tecnopolímeros pós-industriais HERAMID® e o impacto do serviço de recuperação de resíduos poliamídicos, processo que permite obter a matéria-prima secundária na base da produção de HERAMID®.
 
As duas EPD, disponíveis no site da Environdec - EPD HERAMID® e EPD Serviço de recuperação de resíduos poliamídicos - são mais uma prova de como a RadiciGroup está materializando com coerência e máxima transparência de comunicação o seu programa em matéria de sustentabilidade, especificamente, em termos de medição objetiva do impacto ambiental de seus produtos e serviços. «Nós tínhamos previsto este importante passo já em maio, por ocasião da Plast» - diz Cesare Clausi, Business Manager Europe da RadiciGroup Plastics - «e hoje, concluído oficialmente o processo de elaboração e publicação de toda a documentação, podemos disponibilizar aos nossos stakeholders (partes interessadas), principalmente ao mercado e aos nossos clientes, informações e dados objetivos sobre o impacto ambiental dos nossos tecnopolímeros pós-industriais HERAMID®»
 
«Medimos, e além disso, fomos os primeiros a fazê-lo de modo científico com uma EPD,» - continua Clausi - «também o impacto do serviço de recuperação mecânica de resíduos poliamídicos. Isto significa que temos dados certos e objetivos também sobre o impacto ambiental da matéria-prima secundária utilizada para a produção dos nossos Heramid®. E estes dados falam por si: a recuperação mecânica de matérias plásticas tem um impacto marginal sobre o meio ambiente, menor em relação a outros métodos de recuperação, como por exemplo a despolimerização. Produtos como os HERAMID® mostram como, mesmo no setor das matérias plásticas, podem-se produzir materiais que visam otimizar a relação entre o desempenho técnico e o impacto ambiental».
 
Todos os detalhes no COMUNICADO DE IMPRENSA